Lifestyle

Divã do Estilo: Aprendizados

Divão do estilo reflexões aprendizados

Oi Oi Oi Estilosas! Como estão?

Aqui estamos com mais um Divã do Estilo, hoje falando de Aprendizados. Esse tema veio como resultado de uma enquete do instagram de algum tempo atrás, bem do finzinho de 2019. Mas eu me pergunto “Por que demorei tanto pra sentar e escrever?” Procrastinação? Preguiça? Sim, de tudo um pouco. Quando fiz a enquete no instagram @comestilounico foi em um dia não tão bom, estava chateada porque tinha sido desligada de um emprego de 13 anos, e ainda não conseguia entender bem o motivo.

Mas hoje, aqui sentada e escrevendo, entendo muito melhor, aquele ciclo se encerrou e o que será daqui pra frente? Não sei, estou tentando viver cada dia, sem pensar tanto no que será. Só tenho uma certeza, encerra-se um ciclo para iniciar um novo.

1. Cuidado com o que fala e joga para o Universo

Aproveitei esse período para pensar em tudo que aconteceu em 2019, percebi que aconteceu exatamente o que eu falei no meu aniversário de 2018 (33 anos), brinquei muito falando “33 anos é a idade da ressurreição né? Que saia o velho, que não me serve mais, e venha o novo e melhor!”. Vocês podem estar pensando – Parabéns, você ganhou o que pediu – Eu estou pensando “Eu tenho que cuidar mais com o que falo, mesmo que de brincadeira, rs!
2019 realmente foi de mudança, renovação em relacionamentos, trabalho, família, tudo mesmo. Assim, lembrei da sabedora da minha vó querida “Line, cuidado com o que você fala que quer, porque Deus ouve e realiza.”

2. Pare de ter medo e se questione, as respostas já existem e estão dentro de você

Em 2019, eu realmente me dediquei em me questionar e me descobrir, vi que esse processo é bem denso e complexo, exige coragem e desapego, pois não é fácil desapegar daquilo que se tornou rotina.
As perguntas que me fiz podem parecer muito simples, mas não são, tive que silenciar o mundo lá fora e me focar no aqui dentro. Me questionei…

  • Quem era a Aline Raquel?
  • Tudo que eu fazia era o que eu realmente queria ou o que as pessoas esperavam que eu fizesse?
  • Quando eu preciso aprender a dizer não sem culpa?
  • O que realmente me importa?

Me digam vocês, já pararam pra se notar assim? Como foi o processo? Eu ainda estou no processo, tenho lido muitos livros.

3. Pare de se cobrar tanto Criatura

Sempre fui cobrada pra ser isso ou aquilo, naturalmente, mesmo que eu não queira acabo me cobrando. Se eu estava fazendo ISSO, me cobrava que deveria estar fazendo AQUILO, e vice-versa, com isso nunca estava totalmente presente e livre de culpa. Até que depois de uma crise de choro por culpa, me veio a intuição e aquela vozinha dizendo “Chegaaa! Se der pra fazer beleza, se não der beleza também”.
O importante é não sentir culpa por se internar em uma série ou por dormir o tanto que seu corpo está pedindo, se permita parar de vez em quando.

4. Nem todo mundo que sorri pra você quer seu bem e é seu amigo

Sempre fui desconfiada por natureza, porém, com o tempo aprendi a dar o direito da dúvida e conhecer as pessoas, deixar que elas se mostrassem e serem minhas amigas, caso houvesse afinidade.
Então aprendi, que quando você dá espaço e o mais importante, tempo, as pessoas se mostram realmente como são. Ninguém consegue se esconder por longos períodos.
Sempre acreditei que ninguém entra em nossa vida por acaso, e 2019 me trouxe uma pessoa que me ensinou muito como eu não queria ser. A simpatia e alegria em excesso escondiam uma grande tristeza e raiva por si mesma, descontando todas frustrações em outras pessoas, enquanto não visse o outro prejudicado e ela como A querida e vítima não descansava. Daí veio o aprendizado deste tópico.

5. Nada é tão ruim que dure para sempre, e nada é tão bom nunca acabe

Frase dura, porém, verdadeira. Pra mim essa frase trouxe mais intensidade pra vida, no sentido de aproveitar o processo, de tentar viver cada momento, sem pensar tanto no futuro e me desapegar do passado.
A primeira reação é sempre sermos as vítimas de algo, mas aprendi a pensar: qual minha participação nisso que aconteceu? Qual meu APRENDIZADO com esse momento, sendo ele bom ou ruim?
Todo momento ruim acontece para aprendermos e lá na frente lembrarmos de tudo que superamos para chegar onde estamos. Eu fico feliz quando vejo como aquele momento não tão bom me fez mais forte e como superei, e vocês?

6. Cada um dá aquilo que tem, não crie expectativas

Vocês já perceberam que todas vezes que nos sentimos frustrados com alguém ou algo, é porque nós mesmos criamos expectativas demais? Idealizamos algo que só está na nossa cabeça?
Se for ruim ou bom, agora sempre penso, cada um oferece aquilo que tem, eu que preciso aprender a não criar expectativas. Afinal, as expectativas são minhas, eu as criei a partir da minha percepção de algo ou alguém perfeito.
Cada coisa que acontece ou pessoa passa na nossa vida, cumpre seu papel e vida que segue.

7. Você não é vítima de nada, você é dona do seu destino

Se não me engano já escrevi esse sábio conselho da minha vó em algum dos outros textos do Divã do Estilo, rs. Todas as vezes que precisei sacudir a poeira, e dar a volta por cima foi ele que usei, inclusive agora, faz dias que tô criando coragem para escrever esse texto e olha ele aqui.
Como escrevi ali no item 1, todas as coisas que aconteceram comigo foram reflexo de uma fala, desejo, que nem eu percebi o poder quando falei, mas aconteceu, agora é ver onde tudo isso vai levar.

Algumas vezes, precisamos deixar as coisas apenas fluírem, porque tudo que é pra estar na nossa vida, vai dar um jeitinho de chegar até nós.
Encerro esse post com a fé de que tudo de melhor acontecerá pra mim, e também pra vocês que estão esperando o melhor ano de suas vidas. E lembrem-se, tudo passa!

Me contem aqui nos comentários seus aprendizados de 2019, se identificaram com algum desses que escrevi?

O post ‘Divã do Estilo: Aprendizados‘ apareceu primeiro em Com Estilo Único Blog.

Bjoo

You Might Also Like

Comentários

Comentar