Pesquisando categoria

Divã do Estilo

Divã do Estilo

Sempre agradecer

Divã do Estilo

Oi Oi Oi Estilosas!

Como está esse começo de semana? Tudo certo, mais ou menos ou “ai que saco”?! Vamos nos acomodar e conversar um pouco no nosso ‘Divã do Estilo‘??!! Vocês lembram que esse é aquele momento pra conversarmos e trocarmos ideias sobre diversas coisas que acontecem ao mesmo tempo nas nossas vidas e também das pessoas à nossa volta. Vamos lá?! Continuar lendo

Divã do Estilo

Planejar e realizar os sonhos é preciso

Divã do Estilo - reflexões

Oi Oi Oi Estilosas!

Hoje é dia de… Divã do Estilo, huhuhuh!! Acomodem-se e vamos lá. Que tal conversarmos sobre planejamento?! Todo mundo fala nesse tal planejamento, quantas vezes você já ouviu essa palavra?! Com certeza você escuta ela muito no trabalho mas e que tal planejar seus sonhos?! Você deve estar pensando “O que essa maluca tá dizendo?!” Mas olha eu não sou maluca tá?! Vamos lá? Continuar lendo

Divã do Estilo

20 de julho: Dia do Amigo

Oi Oi Oi Estilosas!

Como foi o fim de semana de vocês?!

O meu foi de descanso, depois uma rotina intensa de trabalho aproveitei pra simplesmente não fazer nada, rs. O post de hoje é muito especial, nada melhor do que lembrar daqueles que sempre nos escutam, tem uma palavra amiga e sempre nos ajudam nos momentos que mais precisamos né?! Continuar lendo

Divã do Estilo

A louca do cartão de crédito!

cartão de crédito

Dicas de como eu consegui me reorganizar

Oi Oi Oi Estilosas!

Estamos começando no segundo semestre do ano e te pergunto: Como estão as finanças? Atolada no cartão de crédito? Que tal começar a se organizar hein?!
Bom, assim, tenho que confessar… Já fui uma pessoa descontrolada com cartão de crédito,desde que comecei a trabalhar e o banco me deu aquele retângulo brilhoso, lindo e prestativo (porque assim, ele sempre me ajuda a realizar meus desejos consumistas!! rs) temos um caso de amor muito sério, acho que estamos juntos e inseparáveis há uns… 7 anos, tempo né?!
Há quase 2 anos, eu e meu cartão passamos por uma crise. Quando comprei meu carro, eu literalmente fui ao fundo do poço, porque eu tinha toooodas as despesas do carro e mais meus gastos com cartão de crédito, tipo assim… “A louca do cartão de crédito” tipo no filme ‘Os delírios de consumo Becky Bloom‘… Tive que tomar uma medida drástica e pedir pcartão de crédito - becky bloomra minha mãe esconder ele de mim, e não é que a bichinha escondeu ele muito bem!! Passei um sufoco e tanto, mas ainda bem que agora aprendi a usá-lo, ele só sai de casa quando preciso realmente comprar algo. Você deve estar se perguntando como eu consegui né?!

Digo que não foi nada fácil, se eu estava triste comprava pra me alegrar, se eu estava feliz comprava pra comemorar… Mas gente, não caiam nessa armadilha, o juro do cartão é absurdo e pode realmente te deixar sem dormir. Eu fiz uma promessa muito séria de que não gastaria mais porque eu estava realmente me prejudicando, estava sempre aflita pensando na manobra que eu faria pra conseguir pagar a fatura e digo por experiência de causa… Não vale a pena!!

Aqui estão algumas dicas do que fiz pra me desintoxicar…

Tenha apenas um cartão de crédito. Eu tinha vários, mas vários cartões de crédito, cancelei todos eles e fiquei com apenas um. Não adianta você ter vários cartões porque uma hora você vai perder o controle das faturas e não vai dar conta de pagar.
Peça um cartão novo. Pedir um cartão novo?!Isso mesmo! Como eu já estava com o meu cartão há algum tempo, eu já sabia o número dele em qualquer direção, inclusive data de vencimento e os dígitos de segurança. Como eu não conseguia me imaginar sem ter um cartão para as emergências, eu pedi um novo cartão e logo que ele e a senha chegaram entreguei nas mãos da minha mãe e ela escondeu. Fiz isso porque na época meu sobrinho era pequeno e se ele precisasse de fraldas, remédios ou qualquer outra coisa teria meu cartão ali para utilização.
Não olhe sites de compras online. Se você for como eu era, deve ficar horas olhando os sites de cosméticos, perfumes, cupons de desconto e por aí vai. Não estou dizendo que nunca mais você vai poder dar uma olhadinha, mas enquanto você estiver se desintoxicando e aprendendo a lidar com o cartão, não olhe!
Procure não andar com o cartão sempre na bolsa. Quando você olha pra vitrine e vê aquela luz especial e quase desmaia de vontade de ter aquela peça e não tem o cartão na mão, você deixa de comprar e começa a perceber que não precisa tanto assim daquilo. Conforme os dias passarem, você vai se sentir muito bem por deixar de gastar tanto assim.
Conte cada dia que ficar sem usar o cartão. Pode parecer bobeira, mas conforme os dias vão passando e você deixa de usar o cartão, a sensação de angústia se torna uma sensação de paz e alívio. É tão bom chegar a fatura do cartão e você ver que os gastos diminuíram.
Quando eu estava organizando minha situação financeira comecei a procurar planilhas que pudessem me ajudar a ver realmente no que eu estava gastando meu dinheiro, foi então que achei diversas planilhas no site do Gustavo Cerbasi. Particularmente, gostei muito da planilha de pagamento mínimo do cartão de crédito e também do orçamento familiar mensal (essa eu uso até hoje!)
Se você acha que precisa de um cuidado mais profundo, existe um grupo de autoajuda assim como Alcoólicos Anônimos para quem deve demais, o nome é Devedores Anônimos. Para analisar se você é um devedor compulsivo pode clicar aqui e fazer esse questionário. Muitas vezes gastamos demais por diversas razões, que tal conversar e descobrir o que acontece?!
Hoje eu ainda faço minhas comprinhas mas sempre dentro do meu limite, de acordo com o tanto que sobra do meu salário, e depois de já ter cumprido com todos meus deveres. Agora meu próximo passo é conseguir levar a sério minha poupança. E vocês, como lidam com as finanças?! Já perderam o controle alguma vez? Me contem!!

O post ‘A louca do cartão de crédito‘ apareceu primeiro em Com Estilo Único Blog.

Bjoo

Divã do Estilo

Tudo nessa vida passa, ainda bem!

divã

Oi Oi Oi Estilosas!

Hoje é dia de conversarmos no Divã do Estilo né?! Sentiram falta?! Eu senti muita falta de conversarmos aqui. Essa semana estive um pouco sumida por causa de uma gripe que não saía de mim, mas agora, depois de muitos comprimidos e chás estou aqui recuperada… Se preparem e vamos lá!
Estava aqui pensando… Como é difícil sabermos o que realmente queremos né?! Durante muito tempo, eu fiz tudo o que os outros esperavam, o que os outros queriam, e claro… Nesse caminho tive um pequeno probleminha, me perdi e me anulei. Quando falo me perdi e me anulei, é porque simplesmente deixei de saber o caminho que eu queria seguir, o tipo de roupa e de comida que eu gostava, mas só caí em mim quando tive uma grande decepção (com uma amiga). Com a decepção vieram as perguntas:

Como eu pude viver a vida de outra pessoa por tanto tempo?

Por quê eu deixei isso acontecer?

Mas eu sobrevivi, não guardo nenhuma mágoa e hoje só agradeço por essa decepção, esse momento foi crucial para me descobrir… Se você está passando por um momento desses, que vai ao fundo do poço e fica pensando que não vai sobreviver, que vai secar a água do seu corpo de tanto chorar, fique tranquila! VAI PASSAR, e você vai ficar ainda mais forte e determinada, com certeza! Nada na vida é por acaso, temos que aproveitar esses momentos para re… pensar, re…ver, re…começar… Ao invés de ficar chorando, força na peruca e bola pra frente, a vida é curta demais para perder tempo com raiva, tristeza e outros sentimentos que deixam pra baixo.
Quando eu estava revoltada e xingando, minha vó sempre dizia “Line, você não é vítima de nada, a vida é sua e você faz dela o que você quiser.. Se a sua escolha é ser feliz, corra atrás dos seus sonhos sem pisar em ninguém e tudo vai dar certo..” Super sábia né?! Jamais esqueça da lei de ação e reação, tudo que vai.. volta! Aqui se faz, aqui se paga.. e por aí vai, o importante é termos uma vida correta para que possamos colher bons frutos… Se alguém fez algo que te magoou e agiu de má fé, não fique triste e nem se desespere, tudo passa…A vida devolverá exatamente o que ela merecer..
Não perca tempo com sentimentos que te colocam pra baixo, que tal reverter essa tristeza em coisas boas e que vão te ajudar no futuro? O tempo é realmente o melhor amigo, ele cura tudinho… Que tal aproveitar para se lembrar dos seus sonhos?! Você está vivendo seu sonho? Se não está vivendo, qual o motivo? O que você precisa pra alcançar? Quando deixamos de fazer as coisas por nós, estamos abrindo mão dos nossos sonhos para que os sonhos de outras pessoas se realizem. Já pensou nisso? Se não pensou a hora é agora, antes tarde do que nunca… Vamos fazer uma listinha? Pegue papel e caneta e comece a escrever como você quer estar daqui um ano, respondendo todas as perguntas que estão aqui no post, sempre que estiver pra baixo resgate essa listinha e veja o que você já realizou e o que falta realizar..
Espero que essa pequena reflexão auxilie vocês, comigo sempre funciona, toda vez que estou pra baixo começo a pensar se estou fazendo as coisas para agradar os outros ou para ME agradar!! Quando vejo que estou fazendo pelos outros, vou lá pra minha listinha e relembro do que preciso fazer pra atingir meus sonhos…

O post ‘Tudo nessa vida passa, ainda bem!‘ apareceu primeiro em Com Estilo Único Blog.

Bjoo Estilosas

Divã do Estilo

Que tal deixar ir?

elza_frozen

Oi Oi Oi Estilosas!

Ontem tínhamos agendada nossa coluna Divã do Estilo masss, eu pirei nas jaquetas de couro e deixei a nossa agenda pra hoje… Vamos ao Divã do Estilo?! Porque eu tô “precisada”, rs.
Pra falar do frio aqui de Curitiba usei a música do filme Frozen pra ilustrar a aventura congelante dessa cidade. Hoje, estava eu indo pro trabalho e cumprindo com meu ritual da manhã, iniciar o dia ouvindo a rádio Band News FM, não consigo ficar sem ouvir os comentários do Boechat!! Ele estava comentando sobre a agenda de decisões que a Dilma teria pra hoje, como conselho ele tocou que música?! hã?! Let it go, let it go ( Deixe ir, deixe ir..).. Você não está entendendo nada né?! Mas já vai entender, rs.. Senta do divã e escute, ou melhor leia!

keep calm and let it go

Ter uma rotina de trabalho em um ambiente corporativo não é nada fácil, por mais que você ame seu trabalho sempre haverá alguma questão que em determinado dia vai incomodar. Estava eu tentando solucionar uma questão simples e operacional quando essa coisa simples e operacional virou uma coisa gigantesca, daquelas que você cheia de boa intenção vai ajudar a pessoa e ela simplesmente faz questão de te lembrar com quem você está falando.
Nesse momento eu tinha uma escolha: poderia ficar irritada e responder a pessoa à altura ou então me conformar, ficar quieta e deixar ir, deixar passar, aí me lembrei da música e pensei, quer saber?! Deixe ir, deixe ir!! Não vou falar que não fiquei com raiva, porque eu fiquei, mas depois parei tudo e fiquei pensando com meus botões: O que eu vou ganhar ficando irritada? O quê isso vai mudar na minha vida? A minha irritação vai fazer alguma diferença pra essa pessoa? NÃO!!
Algumas pessoas precisam agir dessa forma, pisoteando, humilhando e sendo áspera porque é assim que elas são, e não vão mudar. Ao meu ver, vocês podem até discordar mas essa é minha opinião, pessoas que precisam humilhar para se firmarem como poderosas, na verdade são fracas e não se conhecem tão bem como querem demonstrar. Quando você é o que é, não precisa toda hora ficar provando pra ninguém quem você é, o seu comportamento é visto em pequenos gestos de gentileza e educação. Se colocar no papel do outro é uma ação rara hoje em dia, as pessoas se esquecem de quem são, porque precisam atender alguns parâmetros estabelecidos em seu ambiente.
Já faz um tempo que tenho trabalhado essa questão, algumas pessoas precisam ter certas atitudes porque é assim que elas são e talvez não mudem, e fico pensando, o que eu posso fazer para que as atitudes dessas pessoas não me afetem?! Eu tenho uma lista dos meus sonhos, metas pessoais e o que preciso fazer para alcançá-las e deixo sempre próxima para consulta. Quando acontece alguma situação mais estressante, pego minha listinha e vejo que deixar me afetar por pessoas negativas não vai me levar a lugar algum, afinal, nada nessa vida é por acaso. Até mesmo a dor acontece para que possamos amadurecer e aprender com ela.
Que tal fazermos uma reflexão para nos conhecermos e termos consciência daquilo que nos faz bem?! E não é só no trabalho não, é pra vida pessoal também!

Qual o meu grande sonho?
O que eu tenho feito pra alcançá-lo?
Que tipo de pessoas e comportamentos eu quero perto de mim?
Qual foi a última vez que fiz algo por vontade própria? Aquela atividade que ninguém te impôs mas que você faz pelo simples prazer de ter um tempinho pra você mesma.

Ao escrever, tomamos consciência daquilo que nos faz bem e daquilo que gostaríamos de afastar de nossas vidas, auxiliando no processo de autoconhecimento. Quando temos consciência do que faz bem e mal nos conhecemos melhor e não são pequenos eventos ou atitudes mesquinhas que tiram nossa paz e sossego. Pessoas que se comportam dessa forma, se nutrem de nossa tristeza, raiva ou fúria, quando percebem que esse tipo de comportamento simplesmente não nos afetam quem sai frustrado e descontente é ela.
Então vamos deixar ir mais vezes, afinal, a vida é tão curta para nos preocuparmos com essas pequenas irritações né?! Espero que tenham gostado Estilosas!!
Quero lembrar que o dia do Divã do Estilo é justamente para sentar e desabafar, abrir o coração e simplesmente deixar ir as más energias, frustrações e tristezas. Escrevam aqui pro blog e compartilhem comigo experiências, a menos que queiram, não farei publicação de nomes.

Fico aguardando sua história pro nosso divã no e-mail aline@comestilounico.com.br

O post ‘Que tal deixar ir?!‘ apareceu primeiro em Com Estilo Único Blog.

Bjoo Estilosas!